Você sabe gerir a si mesmo?

Imagine que você não precisa mais se deslocar até o trabalho ou, nem mesmo, de uma estrutura física para estar trabalhando. Maravilha não é mesmo? Sem necessidade de enfrentar o trânsito ou a obrigatoriedade de investir em roupas formais de trabalho. E ainda, com a possibilidade de fazer uma pausa para cozinhar, se você gostar disso!

O trabalho remoto realizado em home-office, em cafés ou coworkings, é sim o futuro. Porém, exige um perfil de trabalhador bastante específico, pois é necessário que a pessoa seja capaz de realizar sua autogestão. Ou seja, saber organizar uma rotina diária de tarefas (e cumpri-lá!), estar atento aos prazos, saber fazer entregas parciais e, acima de tudo, não deixar o trabalho engolir a sua vida pessoal. Dentro de um cronograma diário de trabalho, muitas vezes, é necessário definir horários específicos para descanso, exercícios físicos e até um pouquinho de estudo. O trabalho remoto requer a habilidade de ser gestor de si mesmo para que se mantenha a saúde mental. Antes de mais nada, também se espera que esta possa ser uma experiência leve e agradável que vise um cotidiano mais equilibrado.

Pensando em tudo isso, separamos algumas dicas para você realizar um bom trabalho remoto:

Controle de horas

Blog_time

Controlar as horas de trabalho é importante para não exagerar. Além disso, é importante que você crie um banco de atividades X horas envolvidas, de forma que fique mais fácil planejar/orçar projetos futuros. Existem algumas ferramentas que podem te ajudar nisso.

Gratuitas:

Pagos:

Gestão de tarefas

blog_kanban

O famoso Kanban, que é um quadro de visualização de processo de produção, tem como princípio básico organizar suas atividades nas etapas: fazer, fazendo, feito. Você também pode definir as suas próprias etapas de acompanhamento conforme seu processo de produção. O bacana desta metodologia é que você pode visualizar, e se localizar, em meio às suas atividades diárias. O ideal é que você possa prever o volume de atividades que você é capaz de dar conta sem se sobrecarregar. Seu Kanban pode ser organizado via Trello (excelente, por sinal) ou o bom e velho post-it!

Pequenas pausas

Blog_strech-

Saber parar é importante, ainda mais se o seu trabalho envolve ficar muito tempo em uma mesma posição. Uma técnica muito interessante é a Pomodoro, que organiza as atividades em blocos de 25 minutos. O ideal é que você se concentre (de verdade!) nesses pequenos blocos de tempo. O Pomodoro irá lhe avisar quando for hora de fazer uma pequena pausa de 5 minutos. Aproveite esse tempo de descanso entre um Pomodoro e outro para se alongar. Após 4 ciclos de Pomodoros é interessante que você faça uma pausa mais longa de 30 minutos.

Existem vários aplicativos para os adeptos da técnica, como o Tomato Timer, por exemplo. Caso você mantenha seu Kanban no Trello, também pode fazer uso do Pomello App que transforma seus cartões do Trello em tarefas Pomodoro.

Desligando

Blog_brinde

Em tempos workaholics é fácil entender a disseminação de filosofias orientais falando em focar no presente. Pois bem! Prepare-se para a nossa última dica! Depois que você planejou e gerenciou seu trabalho via kanban, trabalhou focado com pequenas pausas e monitorou a quantidade de horas necessárias para as atividades que desenvolve, chegou a hora de encerrar o dia. Para alguns, esta dica (quase óbvia) pode ser um desafio, mas: SAIA DO TRABALHO. De verdade, não pense em trabalho, não mande e-mails ou atenda ligações fora do seu horário de expediente estipulado. Acima de tudo, crie um ritual de saída do trabalho.

Fica a lição da pesquisa de um dos alunos orientados pelo antropólogo Magnani que, ao pesquisar o hábito de operários frequentarem botequins após o expediente “percebeu que a passagem pelo botequim era encarada como uma espécie de “descontaminação” antes da volta ao convívio com a família”. A famosa cervejinha no final do dia era, assim, o ritual de saída desses operários. Pense qual poderia ser o seu ritual. Não precisa, necessariamente, ser uma passada no bar. Pode ser a prática de alguma atividade física, o preparo de uma xícara de chá para acompanhar a um dos capítulos da sua série favorita, a passagem na padaria para comprar uma guloseima gostosa… Enfim, o ritual é seu! Faça aquilo que lhe convir de melhor, mas não deixe de estabelecer o seu ritual de transição do trabalho para o lazer. Ainda mais se você passou o dia trabalhando em casa, mas isso já é assunto pra outro post!