UX Design: Seis pontos importantíssimos para seguir nessa área

Você ouviu sobre UX Design em algum site, palestra ou na conversa de alguém? Acredita que a experiência do usuário deve ser levada em consideração? Está interessado em ingressar nessa área?

UX está bastante em alta, e não é atoa. Esse tema é muito importante e pode fazer diferença no seu negócio e na sua carreira. Separamos alguns pontos importantes para você conhecer antes de ingressar nessa área.

Primeiro, você já sabe o que é UX?

Já sabemos que é um termo em alta e que ele fará diferença para você, mas você já sabe o que é o UX, de fato?

Don Norman, inventor do termo UX, disse: “Uma vez, muito tempo atrás, eu estava na Apple, e nós estávamos conversando sobre como a experiência de usar esses computadores era fraca. Toda a experiência – a descoberta, quando você os vê pela primeira vez em uma loja, quando compra um e não consegue fazê-lo caber no carro porque a caixa é muito grande… E quando você finalmente chega em casa, abre a caixa e pensa ‘Isso parece assustador! Eu não sei se me atreveria a montar esse computador’. Tudo isso é experiência do usuário: é tudo o que está relacionado à sua experiência com o produto (…).”

O User Experience é a interação entre marca, comunicação, serviços e plataforma. É entender o público-alvo, fazer testes com pessoas reais, entender estímulos e o que mais agrada. Dessa forma, esse profissional será capaz de gerar as melhores experiências para o usuário.

**Agora, o que é importante saber para começar nessa área?

Qual faculdade devo fazer?**

Já aviso que não vai gostar da resposta. Aceita os termos? Se sim, então qual faculdade fazer para se tornar um UX Design? Depende. Não há fórmulas prontas para você se tornar um profissional de UX Design e não existe uma faculdade específica para essa área.

Aproximadamente 75% dos profissionais de UX fizeram quatro principais graduações: Design Gráfico, Publicidade e Propaganda, Desenho Industrial e Design. Mas não se surpreenda se você encontrar um profissional de UX formado em biblioteconomia, afinal, não existe regras para essa área (exatas, humanas, biológicas, tudo bem vindo!).

Já se formou e não estagiou em UX? E agora?

Primeiro passo: estude muito!

Se você vem de uma área muito diferente ou se não aprendeu o suficiente sobre UX na sua graduação, foque em estudar sozinho. Comece pesquisando na internet, vendo vídeos, lendo livros, assistindo lives. A Mastertech, escola de habilidades do século XXI que transforma pessoas através de cursos imersivos, tem uma biblioteca cheia de lives gratuitas.

Segundo passo: vá em eventos

Comece a se aprofundar cada vez mais participando de eventos e workshops. Ter o conhecimento básico já te permite conversar com outros profissionais com mais segurança. Esses eventos levam pelo menos um dia, e você pode aproveitar todo esse tempo para conhecer pessoas, fazer entrevistas, conhecer mais sobre o assunto, mostrar o que você já sabe. Quem sabe você não encontra seu futuro chefe desse jeito?

Terceiro passo: faço uma pós-graduação ou curso de curta duração?

Talvez você tenha essa dúvida em mente. A sugestão é começar com um curso de curta duração. É a melhor forma de aprender UX na prática e começar a ganhar dinheiro com isso. Os cursos de curta duração te dão uma boa visão e podem ser o ponta pé inicial para você ingressar nessa área. Depois toda especialização e conhecimento é bem vindo!

Quarto passo: pratique!

Se possível, tente aplicar UX dentro do seu dia-a-dia. Por exemplo, trabalha dentro de uma agência? O que acha de conversar com seus colegas e mostrar a importância do UX? E se fizer alguns trabalho para mostrar para eles?

Entenda as nomenclaturas

Designer UI, Designer UX, Estrategista de UX, Designer de Interação, arquiteto de informação e vários outros… Bem, são muitos nomes diferentes para essa área. Um bom começo é buscar entender a diferença entre eles.

Para um começo, UI está dentro de UX, mas não é a mesma coisa!

ui-vs-ux

UX: User experience, experiência do usuário
UI: User Interface.

Esse tal de UI é a interface do Usuário, ou seja, é o trabalho de design de interfaces. Como? Se referindo ao projeto visual, aquele que interagimos em aplicativos, sites, sistemas e entre outros.

Siga UX Designers

paul-boag

“Os usuários nem sempre são lógicos, pelo menos não na superfície. Para ser um grande designer, você precisa olhar um pouco mais sobre como as pessoas pensam e agem.” - Paul Boag

Para se aventurar nessa área é importante se conectar com ela. Por isso, procure profissionais ativos nas redes sociais para começar a entender melhor sobre seu dia-a-dia: Twitter, Linkedin, Medium, blogs, etc. Mergulhe nesse universo.

Aqui vai uma listinha de influenciadores de UX para você começar a seguir:

Josh Brewer: Co-founder/CEO @goabstract. Ele também é o co-founder do site 52weeksofux.
Taylor Ling: Ele é o Developer Expert (GDE) in UX/Design do Google, e você pode conferir ele no medium também!
Ivo Gomes: Ele trabalha com Usabilidade, Acessibilidade e User Experience desde 2003.
Aqui na Mastertech, nos temos como inspiração a Talita Novacoski.

Faça sua uma lista de citações importantes de UX para sempre ter em mente.

Crie seu portfólio

Hoje currículo não é tudo. É importante mostrar o que você é capaz de fazer, e para isso um portfólio vai ser um ótimo amigo. Mas se eu nunca trabalhei na área, como faço?

Trabalho voluntário: Se você não consegue fazer um estágio, seja porque já terminou sua faculdade ou porque já tem um emprego garantido, pode optar por trabalhos voluntários. Esses projetos são ótimas oportunidades para você criar seus primeiros trabalhos. Embora não seja remunerado, é algo possível de conciliar com o seu trabalho atual. Além disso, você vai precisar se dedicar para ter um bom trabalho exposto por aí.

Cursos: Durante os cursos na área de UX Design você desenvolve alguns projetos, e eles podem ser usados dentro do seu portfólio. Não importa se é de curta duração, bootcamp ou pós-graduação, você vai desenvolver atividades que podem ser usadas como experiência na área.

Projeto fictício: Caso já saiba um pouco mais, pode montar um projeto fictício e até encarar trabalhar como freelancer amador. Procure entre sites de freelas alguns projetos e desenvolva para você mesmo. Quanto mais praticar, melhor será seu trabalho como UX Designer.

Nunca pare de estudar.

Não pare! Seja curioso, busque informações novas, entenda o que está chamando atenção do mercado e dos usuários agora. Esteja sempre disposto a conhecer mais.

Uma boa dica para você focar nos seus estudos é a Mastertech. Para quem está começando ou quem quer se especializar ainda mais em UX Design, a Mastertech oferece workshops e cursos imersivos da área.

Agora só falta você começar a estudar, desenvolver seu portfólio e seguir sua carreira dentro de UX Design.